Recuperar casas velhas
                  tornando-as casas antigas



Tendo como objectivo obter satisfação e enriquecimento pessoal, através do desenvolvimento de acções que respeitam os volumes e as técnicas tradicionais de construção, embora higienizando e recompartimentando as velhas casas degradadas e destelhadas, mostrando às pessoas que é possível viverem dentro do mesmo espaço que os seus antepassados em condições compatíveis com o desenvolvimento da vida quotidiana, mostrando-lhes que a arquitectura popular é mais bela, mais simples e mais integrada no ambiente e, ainda por cima, mais económica.

Recriar uma habitação velha, partindo da sua traça inicial é uma trabalho compensador e extremamente gratificante. Ele permite construir o futuro sem desprezar as promessas deixadas pelo passado.

Pegámos numa casa arruinada da região de Beja e transformá-mo-la. A nossa primeira preocupação foi fazer uma triagem cuidada dos sintomas que a velha construção apresentava. O nosso diagnóstico foi o seguinte:

O edifício apresentava várias e diversas patologias nos estuques e madeiras de interiores, derivadas das infiltrações provocadas pelo mau estado da cobertura e por humidades ascendentes por capilaridade ao nível dos paramentos da cave e do R/Chão.

A maioria das madeira dos vãos exteriores apresentavam apodrecimento devido à sua exposição ao meio ambiente.

As redes de água, esgoto, gás e electricidade encontravam-se obsoletas e em mau estado de conservação.

Em questões de arquitectura, os vários tipos de materiais empregues, evidenciavam as diferentes épocas em que a edificação sofreu remodelações.








 

Revista "Bricolage & Decoração" - Fotógrafo Paulo Barros Fernandes

  topo  
  1|2|3|4 seguinte

© 2002 - 2017 Paulo Jones