Portuguesa, com certeza


Derrubar paredes e voltar a erguê-las, preservando a sua construção em gaiola e tabique, ainda se faz por cá. Este apartamento, recém-recuperado e remodelado à moda antiga, mostra-nos as diferenças.



Grandes Diferenças

M
udou-se a cozinha, antes nas traseiras, para a entrada do apartamento junto à sala. O quarto passou para a antiga cozinha. O recanto da chaminé foi aproveitado para roupeiro. A despensa passou a funcionar como casa de banho. Na zona onde ficava a sanita instalou-se a lavandaria. Fez-se um pequeno terraço, junto do acesso ao telhado, onde se pode repousar sob a luz de Lisboa.
Antes, existia uma parede a dividir a sala em duas e um quarto minúsculo, com duas portas, onde se fez a cozinha. Agora, o corredor passou a ligar a sala (aberta numa só) ao quarto - no extremo contrário - com roupeiro onde outrora ficava a chaminé. Fechou-se também a porta da actual cozinha, para a sala, hoje aberta numa janela mais funcional.

antes


durante
Era uma das muitas casas de bonecas, espalhadas por Lisboa antiga, repleta de divisórias que a faziam parecer mais extensa. Mesmo sem deixar de ser pequena, tornou-se airosa e dinâmica com espaços abertos que somam menos assoalhadas e mais funcionalidade. A reconstrução foi feita - tal e qual como se fosse no século passado - através de técnicas ancestrais, pois, embora se julguem perdidas, ainda há quem as faça reviver. São alguns aqueles que as admiram e poucos os que não as deixam morrer.
depois

A verdade é que existe, ainda, quem zele pelos interesses deste tipo de muros de ripas de madeira e argamassa, bem como por outros ligados ao património, fazendo de casas e apartamentos, como este da Lapa, exemplos vivos do amor pela essência das coisas. E, afinal, os ensinamentos dos mestres da construção pombalina, em gaiola, não caíram por terra. Parece mais fácil, por vezes, demolir e utilizar tijolos do que refazer a teia das antigas paredes lamuriosas de histórias e tramas. Melhor ainda, é saber respeitá-las.








  Revista "Casa Cláudia" - Fotógrafo José Miguel Figueiredo

  topo  
  1|2|3|4 seguinte

© 2002 - 2017 Paulo Jones