Neste projecto, tal como em todos os outros, não podemos, em nenhum momento, ignorar a documentação fotográfica, não só como objecto de registo mas também como método de análise.

Na tentativa de efectuar um exame metódico e rigoroso, achámos por bem elaborar um pequeno estudo histórico-artístico, tendo como objectivo um profundo conhecimento dos bens em questão, de forma a que a nossa intervenção respeite o misto de especificidade e identidade da obra de arte e o seu valor artístico, histórico, científico, espiritual e religioso.

Os trabalhos tiveram início pela remoção de todas as obras de arte ainda existentes no interior da igreja.

Por outro lado, os trabalhos de construção civil tiveram início pela remoção dos revestimentos de paredes, cobertura e pavimentos de forma a possibilitar o início dos trabalhos de reconstrução.

Durante a execução deste trabalho foram encontrados algumas peças antigas e arqueológicas que ficaram a cargo do dono da obra. Foram encontrados nomeadamente, tijoleiras antigas, azulejos quinhentistas, arte sacra em barro, artefactos variadas de barro e ossadas humanas.

Após a remoção dos revestimentos das paredes ouve a necessidade de se efectuar as respectivas consolidações de paredes por meio de injecção de caldas de Cal Hidráulica Natural, pregagens pontuais em deslocamentos e descolamentos de paredes e fendas detectadas.


V
erificou-se ainda a necessidade de se efectuar algumas reconstruções volumétricas de paredes de pedra argamassada de forma a devolver a originalidade à construção.


Reconstrução de arco com cimbre

Arco de pedra reconstruído









 

  topo  
   1|2|3 seguinte

© 2002 - 2017 Paulo Jones