Recuperar casas velhas
                  tornando-as casas antigas


6 - Dada a grande extensão e desenvolvimento da habitação, facto que não é possível adivinhar pelo lado exterior da via pública, criámos mais dois WC para dar apoio aos diversos quartos e ao primeiro piso. Na criação dos novos WC foram usados materiais compatíveis com a sua localização e com o tipo de estrutura existente, nomeadamente, estrutura e piso de madeira. O material utilizado, por exemplo, na construção das paredes divisórias foi o gesso cartonado com estrutura de madeira para se evitar sobrecargas na estrutura ali existente.

7 - Toda a rede de águas foi substituída por uma nova, de inox, embebida para se evitar a sua permanência à vista.

8 - A rede de esgotos e a instalação eléctrica, também. Esta última com a particularidade de ter de fazer vários desvios para se poupar a pintura mural do corredor.

9 - Ao nível dos paramentos exteriores construidos em pedra argamassada à base de cal, todos os rebocos que se encontravam desagregados ou em desagregação foram substituídos por novos do mesmo tipo, ou seja , à base de cal e Taipa, assim como todos os vãos exteriores, incluindo o da porta da rua.


10
- A forma de reconstrução utilizada em todos os aspectos foi o do respeito total pelos materiais existentes, tentando, sempre que possível, usar o mesmo tipo ou idêntico por forma a evitar incompatibilidade e por conseguinte patologias futuras. Por exemplo, a utilização de argamassas do mesmo tipo evita o aparecimento de fissuras provocadas por dilatações de diferentes materiais, retracções e a consequente desagregação dos suportes.








 

 

Revista "Bricolage & Decoração" - Fotógrafo Paulo Barros Fernandes

  topo  
anterior seguinte

© 2002 - 2018 Paulo Jones