depois

O objectivo deste trabalho refere-se à reabilitação de um aglomerado de habitações em adiantado estado de degradação numa herdade do Alentejo que outrora albergou várias famílias de agricultores que trabalhavam na herdade. Tantas que foi necessário equipá-la com uma pequena escola para os filhos dos trabalhadores.

Os trabalhos tiveram início com a montagem do estaleiro e aos trabalhos de demolição.

Na reabilitação do presente monte foi necessário a utilização de duas técnicas. Uma técnica mais recente com recurso ao betão, a técnica do betão para as novas construções, com a particularidade de se proceder aos enchimentos com as paredes de alvenaria erguidas de forma a conferir ao conjunto maior coesão e travamento, e a técnica tradicional para as construções existentes, em taipa e adobe.
Os pavimentos foram reconstruídos em massame de betão com aditivo hidrofego e impermeabilizado por meio da aplicação de manga plástica.
No caso do restauro e reforço dos arcos em tijolo maciço existente e a manter, foram utilizados tijolos artesanais do mesmo tipo.

Dadas as características do edifício, as argamassas a utilizadas foram sempre que possível de argamassa á base de cal Hidráulica Natural, em rebocos.

A característica da obra pedia a construção de uma abóbada de berço na sala de jantar. Abóbada essa que teria que ser de aspecto rústico de forma a ficar integrada no tipo de construção e arquitectura envolvente.

Os trabalhos de carpintaria incluíram além das peças de madeira a execução dos cortes, samblagens, entalhes, colagens, pregagens ou aparafusamentos, outras peças metálicas de reforço, consolidação ou fixação, que se verifiquem necessárias a uma perfeita execução.

As madeiras aplicadas foram de 1ª qualidade (Pinho maciço), de fibras direitas e unidas, secas, não ardidas, sem fendas, isentas de doenças.


Atendendo ao tipo de edifício, considerámos a utilização de cal “Corical” tanto para a pintura exterior, como para a pintura interior, atendendo à característica do suporte que é em argamassas de cal e por conseguinte compatível com o suporte.
As madeiras interiores, em geral, foram acabadas a verniz aquoso mate.
































































































 

  topo  
     

© 2002 - 2017 Paulo Jones