"As antiguidades são o único campo
em que o passado ainda tem futuro"



Pormenores da habitação após a intervenção. As paredes exteriores são caiadas. Nos arranjos e pavimentos interiores foram utilizadas pedras irregulares da região.

Para a marcação dos arruamentos utilizámos lancis de betão imitando a pedra rústica.

 

O
utro quebra-cabeças, neste tipo de intervenção, é a colocação exacta das caixas de contadores, sem adulterar ou fragilizar a habitação. Esta obrigatoriedade, por enquanto, depende de cada município. Neste caso, por se tratar de paredes de pedra argamassada e de difícil abertura de vãos, optou-se por abdicar um pouco da largura útil do portão de entrada e colocar as referidas caixas no muro frontal, fora das paredes da habitação, evitando, assim, a sua consequente fragilização e o melhor enquadramento.

Na fotografia é visível o muro de limite de propriedade, construído com pedra à vista e argamassa à base de cal.
Neste muro, foi criada uma caleira de recolha de águas pluviais, directamente conduzidas para a cisterna
para serem reaproveitadas em limpezas e rega.




 

 

Revista "Casas de Portugal" - Fotógrafo Nuno Martinho

  topo  
anterior
1|2|3|4
 

© 2002 - 2018 Paulo Jones