Para se efectuar uma limpeza dos tectos e restantes estuques existentes, procedeu-se ao teste de solventes para averiguar qual o mais adequado à remoção das sujidades e incrustações sem danificar o suporte.

Procedeu-se então ao trabalho de limpeza manual dos estuques e esculturas existentes.

Foram detectadas algumas peças quebradas nas esculturas que já haviam sido coladas com cola não apropriada. Estas peças tiveram que ser novamente descoladas com o auxílio de produtos químicos e recolocada na posição correcta devidamente reconstruídas.

Algumas das peças apresentavam um adiantado estado de degradação que se optou por serem removidos e reconstruídos de novo. Nomeadamente as colunas que se encontravam e mau estado de conservação e que foi necessário recorrer à técnica de reprodução de elementos existentes, por meio de moldes de silicone, para a construção de novas para substituição.

O ataque da humidade era tal que por traz das argamassas removidas foram descobertas raízes que também contribuíam para a degradação dos estuques.

Outras optamos por as reconstruir pontualmente já que na generalidade a sua estrutura se encontrava ainda em bom estado de conservação.

Imagem finalApós o trabalho de reabilitação dos estuques as paredes foram novamente pintadas.

O resultado final foi mais um trabalho gratificante para a nossa equipa.

Para informções mais detalhadas consulte a Memória Descritiva do Projecto.




 

  topo  
Anterior  1|2  

© 2002 - 2018 Paulo Jones