Paredes de Tabique


São normalmente paredes divisórias ou de compartimentação, dividindo os espaços e limitadas pelas paredes mestras.

Este tipo de paredes de um modo geral num edifício antigo desempenham funções estruturais importantes, devido à sua organização especial.

Com efeito, mesmo que não recebam directamente cargas verticais, estas paredes têm um importante papel no travamento geral das estruturas, mediante a interligação entre paredes, pavimentos e coberturas, decisiva para a capacidade resistente global do edifício durante a ocorrência de um sismo, dissipando a sua energia.

As paredes de tabique são obtidas pela pregagem de um fasquiado sobre tábuas colocadas ao alto, sendo o conjunto revestido em ambas as faces, com reboco de argamassa de cal. Pela sua grande importâncía, os tabiques são aliás, um exemplo muito particular de paredes divisórias que, generalizando-se um pouco por todo o País, caracterizam toda a construção Pombalina.





   
topo

© 2002 - 2017 Paulo Jones